11 de janeiro de 2022 às 18:46

Usar droga e postar no YouTube, conheça o DrugsLab

Por Renan Rugolo Ré, redator SEO do Grupo Braços Abertos
Com a dinâmica de informar as pessoas sobre os potenciais efeitos das drogas no organismo, o Drugslab demonstra isso na prática.

Crédito:Youtube Drugslab Brasil


Existem dois tipos de conhecimento a respeito das drogas, um é o vivido na pele pelo usuário e pela sua família e o outro através do conhecimento sobre as substâncias psicoativas pesquisado por pessoas que não fazem o uso. Usar droga e postar no Youtube, é uma prática do canal Drugslab com o intuito de demonstrar como as drogas agem no organismo e quais são os sintomas de abstinência que podem levar a dependência.


Um canal que surgiu em meados de 2017 por uma emissora pública holandesa a BNN, atualmente conta 1,13 milhões de inscritos e com versão brasileira, a Drugslab Brasil, onde vídeos e conteúdo de Rens, Bastian e Nelie, apresentadores e cobaias testam as drogas e observam seus efeitos.


Em nome da ciência, com o intuito de demonstrar na prática o que cada droga faz com o organismo de uma pessoa, os apresentadores checam batimentos cardíacos, temperatura corporal, habilidades motoras e cognitivas, paladar, reflexo e comportamento.


Rens cheira cocaína e não para de falar Drugslab Brasil


"As pessoas tomam um susto quando escutam "cocaína" porque acham que vão ficar viciadas imediatamente." Com certeza é uma droga de alto teor de dependência, e muitos usam para ficar ativos, com energia e confiantes. Se você tem que se apresentar em público, é só cheirar uma linha que dura em torno de 45 minutos, complementa Rens.


Com temperatura corporal em torno de 37°C e 88BPM, Rens se prepara para cheirar cocaína pela primeira vez em sua vida. A droga é sintética com teor de pureza de 73% do princípio ativo da folha de coca e o resto é outra substância não revelada no vídeo.


Após Rens cheirar, Nelie apresenta que a cocaína é composta por uma molécula chamada hidrocloreto de cocaína onde 60% é levado pela sua membrana mucosa, corrente sanguínea até o cérebro. Dentro do seu cérebro afeta certos neurotransmissores, em especial a dopamina, que influencia diretamente o sistema de recompensa do cérebro.


Com 12 minutos, Rens sente seu nariz anestesiado onde fica difícil engolir e o seus batimentos sobem para 143 BPM com temperatura corporal de 37,7° celsius. Nelie salienta que os vasos sanguíneos se contraem enquanto o coração acelera, o que pode gerar gotas no músculo cardíaco em pessoas que usam muito.


Efeitos da Cocaína no organismo de Rens


Posteriormente Rens começa a falar e tem sudorese e salienta "meu corpo está se exercitando sem que eu faça nada!" Ele enfatiza que ainda não entende o que está acontecendo com o corpo, mesmo estando excitado. Com uma 1h e 13 min de uso, ele se sente desconfortável, agitado, trêmulo e com um nervosismo sem motivo.


Logo em seguida para passar a sensação, Rens faz o uso de mais duas carreiras (linhas) de coca para ver se a sensação desconfortável passa. Passados 10 minutos a sensação desaparece desde que cheirou mais. Com 38°C e 167 BPM, Rens se sente poderoso, majestoso e com bem estar e Nelie aplica um teste de concentração e de alerta.


Final do teste e a abstinência


Com 2h de teste, Reins volta a sentir o mal estar da droga por a mesma estar saindo do seu organismo, o que o deixa um pouco deprimido e angustiado. Nelie reforça que é uma droga poderosa onde o sistema nervoso é atingido e pessoas que fazem o uso crônico têm sintomas de abstinência prolongada, como a depressão por exemplo, além de esgotamento físico e mental.


Você não precisa se testar para saber dos malefícios da coca


Com o Drugslab é interessante verificar na prática o que as drogas fazem em seu organismo, porém, você não precisa se testar para saber os malefícios da coca. A cocaína é uma droga barata no Brasil e que infelizmente leva diversas famílias a angústia por conta de conviverem com dependentes químicos de coca e crack.


As clínicas de recuperação como o Grupo Braços Abertos têm maioria das internações de pessoas com dependência alcoólica, cocaína e crack respectivamente. Nós sabemos que pessoas começaram com o vício em drogas se testaram, usaram para fazer parte de tribos, usaram para se divertir ou até mesmo para suprir as dores emocionais.


Sem sombra de dúvidas, os que se tornaram dependentes não esperavam que isso viesse a acontecer. A dependência química é sorrateira, ardilosa e manipuladora. Onde a falta de controle e os comportamentos compulsivos e obsessivos assumem a vida do usuário. Por conta disso, cuide de si mesmo e de pessoas que precisam de amparo, entre em contato conosco pelo telefone (11)93744-7594 e salve uma vida.   


Fonte: Drugslab ; Grupobraços Abertos

comentários

Estúdio Ao Vivo